O que é endoscopia digestiva alta

Posted on

Quando mencionamos a doença não varicosa como causa de hemorragia digestiva alta e na sua terapêutica endoscópica, estamo-nos referindo às úlceras pépticas gastroduodenais hemorrágicas.

Os melhores resultados da terapia endoscópica são obtidos quando há associação com o tratamento farmacológico (terlipressina, somatostatina ou octreotídeo), que deve ser iniciado preferencialmente antes da endoscopia digestiva alta. Ao recebermos um paciente com hemorragia digestiva a ser submetido à endoscopia digestiva, devemos investigar o histórico do paciente, sobretudo as informações contidas em seu prontuário. Quando ocorre uma hemorragia por varizes esofágicas fora dos grandes centros, não há a opção de tratamento farmacológico com vasodilatadores esplâncnicos, endoscopia de urgência. Este tratamento reduz o excesso de pressão nas varizes esofágicas e diminui o risco de hemorragia no futuro. Quando contactar um médico A hemorragia das varizes esofágicas pode por em risco a vida dos doentes. Todo o paciente com varizes de esôfago deve fazer acompanhamento periódico com o seu médico que além de prescrever medicamentos, pode solicitar a ligadura elástica das varizes quando achar necessário. Diagnóstico de emergência Na maioria dos pacientes admitidos no hospital com hemorragia gastrointestinal alta, o diagnóstico de varizes esofágicas sangrantes depende de respostas afirmativas a três perguntas. A endoscopia programada – sem “urgências urgentíssimas”- é mais bem tolerada pelos pacientes que sofrem sangramento digestivo agudo e mais eficiente na busca da causa da hemorragia. Varizes esofágicas com sangramento Com a alta mortalidade decorrente do sangramento, todo portador de cirrose deve estar alerta quanto a sinais de hemorragia (tabela abaixo).

CUIDADOS DE ENFERMERÍA EN PACIENTES CON HEMORRAGIA DIGESTIVA ALTA POR VARICES ESOFÁGICAS EN SCCU

  • Débito cardíaco diminuído.
  • Volume de líquido deficiente.
  • Perfusão tissular periférica ineficaz.
  • Risco de aspiração.
  • Risco de desequilíbrio eletrolítico.
  • Risco de choque.
  • Ansiedade.

portal e do risco de hemorragia digestiva alta.

As varizes gastroesofágicas são os mais relevantes colaterais portossistêmicos porque sua ruptura leva à hemorragia digestiva alta significativa com o potencial sangramento. Em pacientes sem varizes e naqueles com hemorragia varicosa, a mensuração do gradiente de pressão venosa hepática (GPVH) é o melhor método para estratificar o risco. A endoscopia digestiva alta é necessária e deve ser realizada assim que o paciente apresentar condições para sua realização. A endoscopia digestiva alta é procedimento padrão para a identificação da causa da hemorragia digestiva alta e, em muitas ocasiões, para a sua efetiva terapêutica. O médico também deve ajudar o paciente a compreender e reconhecer as causas de hemorragia digestiva alta. 2- Endoscopia Digestiva Alta A endoscopia digestiva é necessária em qualquer paciente suspeito de ter HP. As varizes esofagianas são a fonte de sangramento em cerca de 60 a 90% dos pacientes com cirrose que apresentam hemorragia digestiva alta. A endoscopia digestiva alta é a terapia de escolha para hemorragia digestiva alta decorrente de sangra- mento de varizes esôfago-gástricas. O tratamento para reduzir a pressão arterial do sangue na veia pode reduzir o risco de sangramento de varizes esofágicas.

Endoscopia digestiva superior en hemorragia digestiva variceal

  • varicosa lateral (laterais) veias do fémur e da tíbia.
  • varizes reticulares.
  • telangiectasia varicosa.

Se as varizes esofágicas têm um alto risco de hemorragia, o médico pode recomendar um procedimento chamado ligadura elástica.

reconhecidamente falha na hemorragia digestiva alta, constituindo risco quando realizada A hemorragia abdominal e, mais especificamente, digestiva alta é outra complicação que pode ocorrer no pós-operatório de hipertensão porta. CONCLUSÃO: A medida ecoendoscópica do diâmetro das varizes paraesofágicas pode predizer a recidiva das varizes esofágicas no primeiro ano após a erradicação com ligadura elástica. Resumo A hemorragia digestiva alta decorrente da ruptura de varizes esofágicas é causa importante de morbimortalidade entre os pacientes com hipertensão porta. Selecionado o paciente com risco, a confirmação seria realizada pela endoscopia digestiva alta, uma vez que esse exame apresenta custo significativo e desconforto para o paciente, especialmente para as crianças. Palavras-chave: Varizes Esofágicas e Gástricas; Hipertensão Portal; Hemorragia Gastrointestinal; Endoscopia Gastrointestinal; Cirrose Hepática; Fatores de Risco. Resulta na formação de varizes esofágicas (VEs), varizes gástricas e gastropatia da hipertensão porta e, como consequência, na hemorragia digestiva alta (HDA). Tratamento endoscópico ambulatorial das varizes esofágicas: estudo comparativo entre escleroterapia e ligadura elástica.. Gastroenterologia e Endoscopia Digestiva (GED), Brasil, v. 15, p. 135-138, 1996. Poster: Causa rara de hemorragia digestiva alta: Síndrome de Mirizzi associada a pseudoaneurisma de artéria hepática..

VPs: Escleroterapia indicada principalmente para:- Hemorragia ativa durante endoscopia ou mais comummente- Varizes como unica causa identificavel da hemorragia aguda

  • mais uma vez, deve-se ressaltar que qualquer estimativa de prognóstico refere-se à média observada em pacientes em situação semelhante, não servindo para definir tempo de vida de um paciente individual.

Ressuscitação e Diagnóstico A maior prioridade do tratamento de emergência é a restauração do volume sanguíneo circulante, que deve ser realizada antes da endoscopia digestiva alta.

Tratamento Endoscópico O tratamento endoscópico (esclerose de varizes ou ligadura) é a terapia mais comumente utilizada tanto para tratamento do sangramento agudo quanto para prevenção de recidiva de sangramento. Andaluz P. Manejo del paciente com hemorragia digestiva alta. Moura EGH, Sakai P, Maluf Filho F. Hemorragia digestiva alta não-varicosa. Abordagem do paciente com hemorragia digestiva alta não varicosa. Sistematização de atendimento ao paciente com hemorragia digestiva alta. A orientação se concentra, principalmente, em varizes e hemorragia digestiva alta varicosa. A endoscopia é o método ideal para avaliar veias varicosas primeiros e sua classificação em grupos de risco, e, no caso de hemorragia tratamento endoscópico imediatamente. Tempo quando endoscopia, deve ser realizada no caso de hemorragia: quando o paciente é hemodinamicamente estáveis ​​e conteúdo gástrico é descarregada, em termos de controlo e de oximetria de pulso. Pode ter um sintoma, mas de particular importância porque coloca a vida em risco: hemorragia digestiva alta.

(Endoscopia GI) Que pacientes têm maior risco de recurrencia de hemorragia no contexto de uma hemorragia GI aguda? (5)

Os principais fatores de risco para a hemorragia digestiva alta decorrente da ruptura de varizes esofagogástricas são: – hipertensão porta superior a 12 mmHg;

Este procedimento é feito após o diagnóstico, realizado por endoscopia digestiva alta, de varizes de esôfago, e quando indicado pelo médico que assiste o paciente. Estas varizes apresentam um risco elevado de hemorragia e, portanto, existem alguns tratamentos que permitem prevenir este acontecimento, sendo a Ligadura Elástica de Varizes Esofágicas um deles. Consenso Brasileiro de Endoscopia Digestiva da SOBED: Hemorragia Digestiva: Generalidades, Hemorragia Digestiva Não Varicosa e Varicosa. Esclerose endoscópica das varizes esofágicas após tratamento cirúrgico da hipertensão portal em pacientes com esquistossomose hepatoesplênica.. Arquivos de Gastroenterologia , São Paulo, v. 38, p. 81-83, 2001. Endoscopia na insuficiência hepática e hemorragia digestiva alta varicosa. Tema Livre: As veias paraesof´gicas de grande calibre detectadas à ecoendoscopia predeizem a recidiva de varizes esofágicas apos tratamento de erradicaçao com ligadura elástica.. 2011. Paciente masculino, 46 anos, com diagnóstico de cirrose hepática alcoólica(MELD:11) e trombose portal mesentérica complicado com ascite refratária e hemorragia digestiva alta de repetição. Evoluiu com quadro de hipertensão portal, com hemorragia digestiva, sendo submetido a ligadura elástica de varizes esofágicas. que possível em qualquer paciente com hemorragia digestiva alta e suspeita

A severidade da hemorragia inicial - é o indicador mais importante para endoscopia aguda, visto que hemorragia incial grande aumenta a probabilidade de hemorragia recorrente