Sua Gravidez: 17 semanas de gestação

Posted on

Foto: Pockafwye, Ed Uthman As varizes na gravidez são um sinal normal que aparece devido ao aumento de sangue na grávida e ao efeito relaxante dos hormônios sobre as veias.

As varizes na gravidez acontecem frequentemente nas pernas, pois o peso do bebê na barriga dificulta que o sangue suba de volta para o coração. O tratamento para varizes na gravidez pode ser feito com a aplicação alternada de água quente e fria sobre o local, durante o banho. Além disso, para cuidar das pernas com varizes, a grávida pode colocar um saco de gelo sobre as pernas, pois ajuda a contrair as veias e a diminuir a dor. Durante a gravidez, as varizes pioram devido a uma pressão aumentada no abdome. Os sintomas não pioram quando a pessoa tem somente a forma superficial das varizes, na qual as veias conectantes ou profundas não foram afetadas. Se uma pessoa achar que é suscetível a varizes, pois elas ocorrem em sua família, deve se prevenir adotando as medidas de auto-ajuda recomendadas abaixo, especialmente durante a gravidez. Se os sintomas incomodarem muito, é indicado ficar deitada ou sentada o máximo possível, com as pernas erguidas acima do nível do peito. Convém saber que as varizes associadas à gravidez desaparecem algumas semanas após o parto. Mas o tratamento mais satisfatório para varizes que produzem sintomas e que não são acompanhadas de complicações é a cirurgia.

3 dicas simples também podem ajudar você a evitar e tratar varizes nas pernas:

  • TC / RM – varreduras são feitas após a injeção de contraste no fluxo de sangue para mostrar as artérias e veias

A pessoa portadora de varizes pélvicas poderá também apresentar varizes cuja causa não se encontra nas pernas, mas sim nas veias insuficientes da pelve.

Também melhoram os sintomas das varizes de membro inferior e em região vulvar. Geralmente, mulheres esperam varizes em suas pernas durante a gravidez, mas veias perto da vagina e vulva também podem inchar-se, geralmente no terceiro trimestre. Alterações na pele são muito comuns durante a gravidez, mas as que tendem a ser mais incômodas para as mulheres são as estrias. As mulheres tendem a se sentir mais quentes e suar muito durante a gravidez, devido a um aumento da taxa metabólica e da atividade das glândulas sudoríparas. Juliana Puggina Cirurgia Vascular e Endovascular CRM-SP 134.963 As varizes, apesar de serem mais comuns nas pernas, também podem acometer as veias da região pélvica. A presença dessas varizes em grande quantidade leva ao aparecimento de sintomas, que caracterizam uma doença chamada Síndrome da Congestão Pélvica. Outros sintomas que podem surgir são o aumento do sangramento menstrual e aparecimento de varizes na vulva, varizes na vagina, nos glúteos e nas pernas. O refluxo nas veias da região pélvica podem, inclusive, ser causa de reaparecimento de varizes nas pernas daquelas mulheres que já realizaram cirurgia para varizes. No post “Varizes na gravidez: saiba como prevenir este problema!”

SINTOMAS PRECOCES DE GRAVIDEZ

  • angiotomografia computadorizada: exame que cria imagens detalhadas das artérias para avaliação mais específica.

Os portadores dessa síndrome, além dos sintomas relacionados com a congestão das veias pélvicas, apresentam ainda dores nos flancos e perda de sangue na urina (hematúria).

Além dessas duas síndromes, a obstrução das veias ilíacas e veia cava inferior por um quadro de trombose venosa profunda também podem levar ao aparecimento de varizes pélvicas. O médico elaborou uma lista com 16 sintomas e complicações que podem surgir na gravidez, e algumas dicas para você evitá-las. 3) Dor Abdominal: Pode aparecer no inicio da gravidez, tipo cólica menstrual ou como fisgadas na virilha ao se levantar. Se já estiver com mais de 28 semanas de gestação, procure o médico pois essa azia poderá ser um dos sintomas de pressão alta na gravidez. Se você notar que está inchado demais, procure orientação médica, pois após 28 semanas de gestação, isso poderá ser devido um quadro de hipertensão. 16) Varizes: É possível que você tenha varizes durante a gestação, principalmente devido aos inchaços e aumento da circulação. O excesso de peso também pode piorar, bem como o uso de saltos muito altos durante a gestação. Algumas vezes manifestam-se ou agravam-se após o parto, devido ao maior fluxo sanguíneo e à compressão das veias ováricas pelo útero portador de gravidez. As varizes vaginais ocorrem em cerca de 2 a 10% das grávidas, a maioria desaparece algum tempo após o parto, porém podem persistir pontualmente depois de vários casos de gravidez.

Sintomas de varizes na gravidez

  • Angiografia – mais uma vez o contraste é injetado e é analisado como ele flui através do sistema arteriovenoso, procurando bloqueios e estreitamentos.

Através de um pequeno furo na virilha feito com agulha, um cateter é inserido até a veia dilatada, onde são colocados materiais que entopem as veias comprometidas.

Estou com 27 semanas de gestação e fui diagnosticada com varizes pélvicas. Na gravidez, o tratamento é sempre conservador, com adaptações nos hábitos de vida, como fazer exercícios de musculação e não ganhar peso excessivo, a fim de aliviar os sintomas. Se necessário, o tratamento cirúrgico só deve ser realizado três meses após o nascimento, pois representa um risco adicional na gestação. Você pode não estar com aquela barrigona de gestante, porém suas roupas estão muito apertadas, seja na barriga, seja nos seios. Na gestação, a principal causa das varizes, do inchaço e dos vasinhos é a presença dos hormônios femininos, que estão em níveis elevados. No final da gestação, quando a barriga está grande, o útero comprime as veias da região do abdome, causando dilatação e inchaço. Os cuidados abaixo vão ajudar você a amenizar estes problemas desagradáveis e a prevenir as varizes na gravidez: Não é aconselhável remover as varizes e vasinhos durante a gestação. As varizes vulvares (varizes na vulva) tendem a ocorrer mais frequentemente durante a gravidez. O risco de varizes é maior durante a gravidez devido ao aumento no volume de sangue e diminuição como rapidamente seu sangue flui da parte inferior do corpo.

5. Brilho da gravidez (e manchas da gravidez)

Muitas dessas pacientes que apresentam varizes na vagina durante a gestação sofrem de uma patologia chamada “Síndrome Congestiva Venosa Pélvica”.

O corpo se transforma muito no período de gestação, e você sabe que até a vagina se modifica na gravidez? Eles podem proporcionar sensações diferenciadas no começo da gravidez e ate mesmo em estágios mais avançados. Já a vagina inchada na gravidez é uma alteração comum e normal, mas pode se tornar incômodo para algumas mulheres, principalmente se acompanhada da sensação de vagina quente. Algumas mulheres relatam que se sentem mais “apertadas” durante a gravidez, isso é ocasionado pelas mudanças vaginais na gestação e de sua textura, devido as variações hormonais. Sabendo que a gravidez pode piorar as varizes pélvicas, agravando seu tamanho ou mesmo sintomas”, alerta. Aliado a isto, a gestante passa por um período em que os hormônios ficam mais elevados, causando a retenção de líquidos e aumento da pressão sanguínea. E estes dois fatores podem ocasionar o aparecimento das varizes na gestante, em geral nas suas pernas, mas pode acontecer também na região da vagina e do ânus. Outro agravante é quando a mulher já tem sintomas de dores nas pernas, inchaços e cãibras, que são um indício do aparecimento das varizes. Mas vale ressaltar que nem todas as pessoas acabam desenvolvendo varizes, porém, é importante ficar atento aos sintomas e procurar um médico quando eles aparecem.

Sua Gravidez: 17 semanas de gestação

Mas durante esta fase alguns cuidados podem ser tomados para diminuir os sintomas das varizes na gravidez, dentre eles: 1.

As varizes da gestação são mais comuns nas pernas, embora possam ser observadas em qualquer parte do corpo. O primeiro passo é evitar pressão demais nas pernas durante a gravidez. A princípio, haverá uma priorização para os casos mais graves, que geralmente envolvem o comprometimento da safena (veia que vai do tornozelo à virilha). Veias da Pelve Sua origem pode ser hormonal causado pelo hormônio feminino estradiol que causa dilatação das veias ovarianas e uterinas, principalmente durante a gestação. Geralmente as varizes somem após o nascimento do bebê, mas caso houver danos permanentes, a mulher pode realizar tratamento a laser ou cirurgia após o período gestacional. Normalmente esse problema costuma apresentar os sintomas: dor nas pernas ou virilhas, inchaço nas pernas no final do dia e sensação de peso nas pernas.