Remédios: A retirada da veia safena pode causar algum outro problema? (Parte 2)

Posted on

Como já explicado, as varizes surgem quando ocorre um represamento do sangue nas veias, em geral, por incompetência das válvulas venosas.

– Cirurgia para varizes: consiste na retirada cirúrgica da veia varicosa. Independente da técnica, a destruição ou retirada da veia varicosa não traz nenhum problema para as pernas, uma vez que a veia tratada já não funcionava direito mesmo. Quando a cirurgia envolve a retirada de apenas algumas veias colaterais e as safenas não precisam ser retiradas, a anestesia pode ser local. Vou detalhar a técnica de retirada da veia safena interna, por ser mais comum. O curativo da cirurgia de varizes é feito com pequenos pedaços de fita adesiva que fecham os orifícios de retirada das veias colaterais. Dessa forma, a safena não terá utilidade para uma cirurgia do coração, por exemplo, e deverá ser retirada para completa correção das varizes. Uma safena comprometida, quando não retirada, causa retorno de varizes em curto period após a cirurgia. também é indicado no período pré e pós-operatório de safenectomia (retirada cirúrgica da veia safena) para alívio dos sinais e sintomas decorrentes desse procedimento. Os pacientes são encorajados a andar após a recuperação anestésica e retomam as suas atividades normais mais precocemente que na cirurgia convencional de retirada da veia safena (Safenectomia).

O Laser pode ser usado para tratar quase todos os estágios de varizes, desde o tratamento de vasinhos (telangiectasias) até para a ablação da veia safena.

  • Hematoma nas pernas;
  • Dores nas pernas;
  • Lesão dos nervos da perna;
  • Infecção das veias;
  • Hemorragia.

Tradicionalmente (cirurgia de varizes convencional), isto tem sido feito através da remoção cirúrgica (Safenectomia) da veia problemática de sua perna.

A cirurgia de varizes a laser, proporciona uma alternativa menos invasiva à cirurgia tradicional simplesmente fechando a veia com problema. O que diferencia a cirurgia de varizes a Laser da cirurgia de varizes convencional (retirada da Safena - Safenectomia) ? Isto pode eliminar os hematomas e dor, muitas vezes associada a safenectomia (geralmente resultante da ruptura de veias colaterais e perfurantes enquanto a veia safena é puxada). O arco venoso dorsal, no qual desaguam as veias metalarsicas dorsais, continua com a veia safena magna (interna), medialmente, e a veia safena parva (externa), lateralmente. Estas veias de grande calibre têm capacidade contrátil limitada, quando comparadas com a veia safena interna, que possui parede espessa. Têm sido descritas muitas técnicas que adaptam novos instrumentos minimamente invasivos para a remoção da veia safena. Os pacientes foram randomizados em grupos para retirada da veia safena durante operação de varizes versus a ligadura da junção safeno-femoral, com incisões e exerese das varizes. Foi recentemente adicionado ao arsenal para tratamento das veias varicosas a ablação por radiofreqüência da veia safena. Profilaxia O paciente que sofreu operação de grande porte abdominal ou ortopédica, trauma grave ou imobilização prolongada (> 3 dias) apresenta um risco elevado de desenvolver tromboembolismo venoso.

Benefícios cirurgia de remoção de varizes

  • Parar de tomar aspirina ou similares, vários dias antes.
  • Manter jejum de 6 horas.
  • Tomar banho antes da operação.
  • Vestir roupas cómodas.

Todo procedimento cirúrgico envolve riscos, mas a cirurgia de varizes tem um risco baixo em geral.

Para outras pessoas, varizes podem causar dor, desconforto e até mesmo problemas mais graves, como aumentar o risco de doenças circulatórias. Quando você fica parado por muito tempo, é mais difícil para suas veias bombear sangue eficientemente de volta ao seu coração e combater os efeitos da gravidade. Ocorre a obliteração da veia pela energia do laser, sem a necessidade de remoção cirúrgica. Quando a trombose ocorre em uma veia mais profunda chama-se Trombose Venosa Profunda (TVP) e ocorre em uma ou mais veias localizadas geralmente nas pernas. Há alguns tipos de cirurgia de varizes: desde retirada das veias maiores e danificadas até aplicações nesses vasos ou as cirurgias a laser. Há uma outra veia safena, que é menor e é chamada de safena externa, que fica localizada na parte de trás da perna sob a panturrilha. Flebite Superficial Doença em que ocorre a inflamação e a coagulação de uma veia superficial e isso pode ocorrer por causa de um traumatismo ou uma ferida. Mas enfim, cirurgia quase sempre significa remoção de uma ou mais veias. Essa remoção das veias, naturalmente é feitas através de pequenas incisões (cortes), que geralmente variam de 1 a 3mm de extensão, dependendo do diâmetro da veia.

A retirada da veia safena pode causar algum outro problema?

  • Infecção das veias;
  • Hemorragia;
  • Hematoma nas pernas;
  • Dor nas pernas;
  • Lesão dos nervos da perna.

Após a remoção de varizes por cirurgia, veias que são retiradas não voltam mais.

Muitas pessoas têm ouvido falar de varizes, mas, muito poucas, realmente entendem a sua causa e o potencial que têm para se tornar num grave problema médico. • O edema pode permanecer até o terceiro mês após a cirurgia, especialmente onde foi realizado safenectomia (retirada da veia safena). Pois muitos pacientes tem problemas de varizes de membros inferiores e operam (retiram) suas veias safenas para corrigir o problema de varizes. Nesse caso, ele fica sem a opção de poder utilizar uma ponte de safena se, no futuro, for necessário operar o coração. Quanto mais grave for o paciente, quanto menor for a Fração de Ejeção do coração, maior a chance de complicações pós-operatórias do tipo morte. Dr. Ricardo J. Gaspar Uma pergunta que recebo freqüentemente pelos nossos meios de interação ( , , e ) é a respeito da retirada ou não da veia safena na cirurgia de varizes. Nesse artigo irei falar um pouco sobre as indicações de safenectomia (retirada da veia safena), alternativas de tratamento e por que ela pode ser retirada. A maioria dos cirurgiões não retiram a veia safena quando esta apresenta diâmetro normal e pouco ou nenhum refluxo. Infelizmente, a retirada da veia safena pode cursar com complicações.

Um dos receios dos pacientes que precisam ser submetidos à retirada da veia safena é quanto à necessidade do uso dessa veia no futuro.

Seus resultados são bastante semelhantes em termos de reaparecimento das varizes e melhora dos sintomas quando comparados à retirada da safena por cirurgia tradicional. A retirada da veia safena deve ser realizada apenas nos casos em que a veia apresenta-se dilatada e com refluxo. Se ainda tiver dúvida quanto à retirada da veia safena, converse com o seu Cirurgião Vascular. Esse tratamento é mais indicado para tratamento de varizes de maior calibre, como a veia safena. Ela é indicada em casos de varizes mais profundas e grandes e geralmente envolve a retirada da veia safena, quando esta não está funcionando corretamente. Há um estudo publicado por pesquisadores da Nova Zelândia em 2004 que realizou acompanhamento rigoroso com em 377 pacientes que realizaram retirada da veia safena. Assim, é retirada uma parte da veia safena, localizada na perna, para criar uma ponte por cima dos vasos do coração e tornar possível a passagem sanguínea. O objetivo da cirurgia é reduzir a pressão do sistema venoso da pele através da remoção de suas veias. Dependendo da localização das veias, o paciente ficará deitado de barriga para cima ou para abaixo.A operação varia um pouco de caso para caso, dependendo das veias que apresentem problema. Para a retirada da veia safena magna ou interna, são realizados dois corte, um na virilha e outro no tornozelo ou joelho. Remoção de varizes com injeções: Com este tipo de tratamento para as varizes, o médico irá determinar a condição das veias com um aparelho de ultrassom portátil. Ela pode ocorrer, por exemplo, em pessoas que receberam medicamento pela veia, já que isso pode inflamar as veias mais superficiais. A angiologista afirma que até 95% dos casos de trombose venosa acontecem nas pernas, mas o entupimento pode ocorrer em qualquer veia do corpo, como no cérebro e no braço. Uma das técnicas mais utilizadas em cirurgia vascular é a excisão da veia, ou seja, a extracção das veias afectadas em que as válvulas apresentam insuficiência.